Mobilidade e Transportes: Qualidade do Ar e Mitigação de Alterações Climáticas

Sinopse
O setor da Mobilidade e Transportes tem sido, não apenas em Portugal mas genericamente em todo o mundo, um dos principais emissores de Gases de Efeito de Estufa (GEE) e de poluentes atmosféricos com impacto relevante na saúde humana, em particular em zonas urbanas. Apesar do compromisso do Estado Português numa economia neutra em carbono em 2050, a realidade dos transportes aponta para um peso crescente nas emissões de GEE em Portugal, de tal forma que representa hoje cerca de 25% do total de emissões nacionais. A mobilidade é ainda uma enorme necessidade, a qual tem vindo (com exceção dos períodos de pandemia), praticamente sempre a crescer, sendo determinante na qualidade de vida seja pelo que permite na vida quotidiana seja pelas emissões poluentes que impactam significativamente na saúde de quem vive e utiliza o espaço público. Várias estratégias têm-se debruçado sobre como inverter o atual estado de coisas e de que forma se perspectiva poder atingir a neutralidade carbónica e uma boa qualidade do ar ambiente, especialmente em áreas com maior concentração automóvel. Entre estas conta-se o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050 e o Programa Nacional de Energia e Clima 2030. Estes documentos e, principalmente, as ferramentas e medidas que as constituem serão parte importante desta formação, assim como os conceitos base para perceber a dinâmica da qualidade do ar ambiente para os poluentes mais correntes e críticos. E discutir porque é que parte do setor será muito difícil mas possível descarbonizar neste horizonte, antecipando o que serão as grandes tendências do setor. Competência de saída Compreensão das principais fontes de poluição atmosférica e de emissões de carbono no setor dos transportes, perfis do setor e da importância na alteração deste no curto médio prazo. Conhecimento de impactos, barreiras e vantagens de tecnologias alternativas. Domínio das grandes tendências do setor num futuro próximo, tendencialmente de disrupção do modelo atual, com vista à adoção de uma mobilidade mais eficaz e mais sustentável.
Destinatários
Membros e não membros. Profissionais com competências associadas à sustentabilidade ou à gestão da mobilidade em organizações de diferente natureza. Profissionais ligados à gestão do espaço público e/ou da atividade de transporte nas suas diferentes dimensões (nacional, regional e local).
Conteúdos programáticos
  • Introdução à Qualidade do Ar
    • Relevância
    • Poluentes mais comuns
    • Fontes de emissão
    • Efeitos da poluição atmosférica
    • Os problemas mais impactantes no cenário atual Português
  • Alterações Climáticas
    • Conceito
    • Relevância e impactos
  • Monitorização da qualidade do ar ambiente vs. Monitorização de emissões atmosféricas
    • Exemplos práticos
    • Rede oficial
    • Algumas fontes de informação relevantes para consulta
  • Estratégia nacional para as ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS como caso estudo
    • O que é o RNC2050
    • Metodologia seguida
    • Estratégias propostas pelo Roteiro para a Neutralidade Carbónica em 2050
    • A implementação à data
  • Quantificação de Emissões no Setor dos Transportes
    • Métodos possíveis (inventários bottom-up vs top-down)
    • Fontes de referência para a quantificação de emissões
    • Exemplos breves de cálculo da pegada carbónica
  • Exemplos de Políticas e Medidas de Mitigação em Qualidade do Ar e Climáticas no setor dos Transportes
  • Mobilidade sustentável
    • Conceito
    • Aplicações no contexto nacional
  • Novos modelos de mobilidade. A mobilidade do futuro.
Observações
Idioma: Português

Se pretender ficar em lista de espera, por favor registe-se aqui

Partilhe a engenharia que há em tudo o que há
Poderá gostar também...

Acompanhe as nossas notícias em HáEngenharia.pt